Como determinar o desgaste da pastilha de freio
 

Conteúdo

A segurança na estrada depende da qualidade do sistema de travagem do carro. É por isso que a substituição dos eletrodos ou o diagnóstico de sua condição devem ser realizados em intervalos regulares. Dirigir é sempre acompanhado por dois processos opostos: aceleração e desaceleração.

O desgaste do material de fricção depende da velocidade com que o motorista pressiona o pedal do freio e da frequência com que o sistema é ativado. Cada motorista no processo de condução de um veículo deve verificar o estado dos freios de seu carro para identificar ou prevenir problemas.

Como determinar o desgaste da pastilha de freio

Considere que situação requer a substituição de todas as pastilhas, como determinar se o material já se esgotou e a peça logo perderá sua eficácia e também o que a natureza do desgaste das pastilhas de freio pode indicar.

 

Quais são os sinais de desgaste

Além disso, recomendamos que você se familiarize com o que são os blocos e quais são os tipos desses elementos. Leia mais sobre isso. separadamente.

A maioria dos fabricantes de modelos de automóveis modernos recomenda a troca das pastilhas o mais tardar quando a quilometragem for de cerca de 10 mil quilômetros. Nesse intervalo, o material de fricção mantém sua eficiência máxima. Claro, este período também depende da qualidade das peças de reposição, conforme indicado pelo fabricante do produto.

Se o motorista usar um estilo de direção comedido, as almofadas podem chegar a 50 mil. Isso ocorre porque a frenagem raramente ocorre em altas velocidades. Mas se o carro acelerar fortemente e diminuir a velocidade com a mesma intensidade, esses elementos se desgastarão muito mais rápido. Nesse caso, eles não saem nem cinco mil.

 
Como determinar o desgaste da pastilha de freio

Antes de começar a lidar com os sinais de desgaste, recomendamos que você se familiarize mais com o que é uma pinça de freio e como ela funciona. Já está disponível revisão separada... Também vale a pena considerar que um carro econômico tem um sistema de freios combinado. O eixo dianteiro é equipado com um tipo de disco e o freio traseiro é do tipo tambor.

A batida é sentida durante uma travagem brusca

Quando a vida útil da almofada termina, o revestimento de fricção começa a se desgastar de maneira desigual. Nesse estágio, o material pode rachar e, em alguns casos, pequenas partículas podem até se desprender dele. Se tal almofada não for substituída, a força durante a frenagem fará com que a peça se esgote.

Você pode verificar se o problema de ruído externo e vibração está nas almofadas ao se aproximar de um semáforo ou cruzamento de ferrovia. Ao pressionar o pedal do freio, o motorista pode prestar atenção se a batida é sentida. Se o pé for retirado do pedal e esse efeito desaparecer, é hora de ir ao posto de serviço e trocar o kit.

Como determinar o desgaste da pastilha de freio

Na maioria das vezes, com desgaste crítico do revestimento, o disco de freio entrará em contato com a placa de sinalização. Quando o motorista ativa o freio, um guincho alto e constante virá das rodas.

O sistema de travagem se comporta de forma inadequada

Outro sinal que indica forte desgaste da pastilha é uma mudança no processo de frenagem. Em alguns casos, a máquina desacelera muito lentamente (geralmente, há um aumento no curso do pedal). Enquanto o desempenho de frenagem reduzido cria desconforto e aumenta o risco de um acidente, uma frenagem brusca é uma situação mais séria.

🚀Mais sobre o assunto:
  10 hábitos mais ruins de motoristas inexperientes
Como determinar o desgaste da pastilha de freio

A razão para este comportamento dos freios é que o material de fricção já está totalmente desgastado, pelo que o disco já está em contato com o metal da pastilha. Quando uma roda trava repentinamente, mais cedo ou mais tarde isso levará necessariamente a uma colisão de veículos. Além de aumentar o risco de acidente, o funcionamento das pastilhas desgastadas com o metal acarretará na quebra do elemento principal fixado ao cubo da roda (disco ou tambor).

 

Embora o problema a seguir não esteja relacionado ao desgaste da pastilha, costuma ser mal diagnosticado. Quando o motorista percebe que o pedal começou a cair fortemente durante a frenagem, o primeiro passo é verificar o fluido de freio no tanque de expansão GTZ. Muitas vezes, este sinal indica que não há nenhum ou um volume criticamente pequeno do meio de trabalho na linha (esta substância é descrita em detalhes aqui).

Poeira de freio em aros com aparas de metal

Como as pastilhas de freio são pouco visíveis devido às características estruturais de alguns aros, é difícil avaliar visualmente sua condição. E no caso das contrapartes de tambor, sem desmontar a roda e desmontar o mecanismo, isso geralmente é impossível de fazer.

No entanto, há um sinal que indica claramente que os consumíveis estão claramente esgotados. Para isso, antes de lavar o carro, deve-se prestar atenção ao estado dos discos das rodas, ou melhor, a que tipo de placa (de onde vem se o carro não passa na lama, você pode ler em outro artigo).

Como determinar o desgaste da pastilha de freio

Se a fuligem do disco consistir em aparas de metal (a placa não será cinza uniforme, mas com partículas brilhantes), isso é um sinal claro de forte desgaste do forro. Mesmo quando os freios não emitem um guincho forte, as pastilhas precisam ser substituídas o mais rápido possível, caso contrário, o disco ou tambor irá falhar rapidamente.

Como determinar o desgaste da almofada

Para que o motorista possa determinar em tempo hábil que as almofadas já precisam ser substituídas, a maioria dos fabricantes tende a equipar seus produtos com dispositivos de sinalização especiais. A maioria das modificações possui um elemento interno na forma de uma placa de aço curva.

Quando a espessura da camada de atrito atinge um valor crítico, esta placa começa a arranhar o disco, de onde o motorista ouve um som forte toda vez que o pedal é pressionado. No entanto, este elemento, assim como o sensor eletrônico, não fornece informações 100% completas sobre o estado dessas peças.

Por exemplo, nem todo veículo equipado com um sensor de desgaste eletrônico possui esse sensor em todas as rodas. Em alguns casos, devido ao mau funcionamento do freio, as pastilhas de uma roda podem se desgastar mais do que as da outra.

Como determinar o desgaste da pastilha de freio

Mais informativo será um indicador feito na forma de um material de fricção intercalado com aparas de metal. Essas almofadas, mesmo com desgaste irregular, sinalizam imediatamente quando partículas de metal arranham o disco.

Idealmente, é melhor que o motorista não confie nesses dispositivos de advertência, mas, adicionalmente, verifique visualmente duas vezes o estado dos elementos do freio. Por exemplo, alguns proprietários de automóveis realizam uma inspeção visual durante as mudanças sazonais de pneus. Visto que os sistemas de disco e tambor são estruturalmente diferentes, o procedimento de diagnóstico será diferente. Veja como cada um é feito.

Como verificar o desgaste da almofada frontal

O freio dianteiro é muito mais fácil de verificar. Para fazer isso, você precisa desmontar a roda e medir a espessura do forro do bloco. Dependendo da modificação deste elemento, o valor crítico será a espessura que é limitada pela camada de sinal.

🚀Mais sobre o assunto:
  15 coisas que você não deve fazer enquanto dirige

Além disso, a pastilha de freio tem uma ou mais fendas através das quais a poeira é removida quando o material está gasto. Se este elemento estiver visível, o uso de tal bloco ainda é permitido.

Como determinar o desgaste da pastilha de freio

Ao longo do caminho, é recomendável verificar em que condições estarão o pistão e as guias. Essas peças podem azedar e bloquear, fazendo com que o freio falhe ou emperre. Para evitar tais situações, as montadoras recomendam a lubrificação desses elementos. Este procedimento é descrito em detalhes. aqui.

Como visualizar o desgaste do pad de bateria

O freio traseiro é muito mais difícil de verificar, uma vez que seus atuadores estão completamente fechados pela carcaça do tambor. Além de remover a própria roda, o motorista precisará desmontar parcialmente o mecanismo. Para fazer isso, você precisa remover a tampa do cilindro. Só então pode ser realizada uma inspeção visual das almofadas.

Em veículos com sistema de frenagem combinado, o eixo dianteiro costuma ser a carga principal. Como resultado, os freios traseiros têm uma vida útil prolongada, por isso não precisam ser verificados com frequência, a menos que haja um motivo específico. Normalmente, o intervalo de substituição para esses elementos será de duas a três substituições das almofadas frontais.

Como determinar o desgaste da pastilha de freio

Alguns sistemas de bateria modernos são equipados com um orifício de inspeção especial, que facilita a verificação da espessura do bloco. A espessura mínima da almofada traseira não deve ser inferior a um e meio milímetros. No entanto, a retirada do tambor também permite verificar o desempenho de todo o mecanismo, bem como remover a poeira dele, por isso é melhor fazer esse diagnóstico.

A parte interna do tambor deve ser lixada uniformemente porque o sapato está em contato constante com ela. Se vestígios de ferrugem forem visíveis nesta parte, isso significa que a almofada não se encaixa perfeitamente nas laterais do tambor.

Diagnóstico da causa do desgaste

Na maioria das vezes, as almofadas se desgastam de maneira diferente em todas as rodas de um carro. Além disso, o eixo dianteiro é mais carregado durante a frenagem, já que a carroceria se inclina para frente devido à inércia, e o eixo traseiro é descarregado. Se o motorista usar a frenagem brusca, as lonas se desgastarão muito mais rapidamente.

Muitos modelos modernos estão equipados com o sistema ESP (é descrito como funciona o sistema de estabilização da taxa de câmbio separadamente) A peculiaridade desse dispositivo é a frenagem automática quando há risco de derrapagem do carro. Embora esse sistema forneça segurança e controle do veículo, sua operação frequente resulta no desgaste das pastilhas individuais e esse processo não pode ser controlado. Caso contrário, você deve desconectar o dispositivo (como isso é feito, é descrito aqui).

Como determinar o desgaste da pastilha de freio

Aqui está uma pequena lista das razões para o desgaste frequente ou não natural das almofadas.

Desgaste de cunha

Como determinar o desgaste da pastilha de freio

As razões para este efeito podem ser:

  1. Erros ao instalar almofadas;
  2. Material de sapato de baixa qualidade;
  3. Uma característica do dispositivo de alguns sistemas de freio, por exemplo, aqueles que são equipados com pinças adicionais para melhorar o desempenho;
  4. O suporte da pinça deve guiar efetivamente a peça de modo que todas as partes da peça estejam em contato com o disco ao mesmo tempo. Isso pode não acontecer devido ao aperto incorreto do parafuso de fixação;
  5. A violação das regras de aperto do parafuso de fixação do suporte pode levar à sua deformação;
  6. Falhas na marcha de um carro, por exemplo, desenvolvimento de um rolamento de roda, que causa folga (isso acontece muito raramente);
  7. Guias de azedação;
  8. Um eixo é dobrado no rolamento nas escoras (ou cremalheira).

Desgaste rápido da almofada

Como determinar o desgaste da pastilha de freio

A produção acelerada de material pode ser devido aos seguintes motivos:

  1. A almofada possui um material impróprio para um determinado carro, por exemplo, muito macio;
  2. Condução agressiva;
  3. A máquina está equipada com um sistema ESP;
  4. Desenvolvimento em disco de freio ou tambor;
  5. Ajuste incorreto do calibre - a almofada é pressionada contra a superfície do disco ou tambor;
  6. A máquina está ociosa por um longo tempo.
🚀Mais sobre o assunto:
  Garagem ou garagem: qual escolher?

Desgaste da almofada interna e externa

O elemento interno se desgasta devido a:

  1. Pistão ácido;
  2. Pinças guia secas ou danificadas;
  3. Quebra da pinça.

O elemento externo pode se desgastar pelos seguintes motivos:

  1. Caliper guias acidificados;
  2. Falta lubrificação das guias ou a superfície está desgastada;
  3. O desenho da pinça está deformado.

Desgaste diferente da almofada

As almofadas nas rodas individuais podem se desgastar de maneiras diferentes devido a:

  1. Operação incorreta do GTZ;
  2. O motorista costuma usar o freio de mão;
  3. O material dos revestimentos pode diferir em composição ou dureza;
  4. Deformação do disco de freio.
Como determinar o desgaste da pastilha de freio

Acontece que as pastilhas se desgastam de maneira desigual em uma das rodas. Isso pode acontecer pelos seguintes motivos:

  1. O conjunto pode incluir almofadas de qualidade diferente;
  2. O pistão da pinça azedou.

Quando trocar os pads

Se o conhecimento de um motorista sobre o funcionamento do sistema de frenagem é escuridão total, então é melhor confiar em um profissional para substituir os consumíveis nele. Normalmente, as almofadas são trocadas quando o material já está desgastado para um valor crítico (neste caso, sons característicos de alarmes são ouvidos ou o sensor de desgaste no painel é acionado). O segundo caso é a manutenção de rotina do veículo.

A maioria dos motoristas realiza este procedimento no primeiro caso. Se o carro percorrer uma distância curta durante todo o ano, seria melhor diagnosticar todo o veículo pelo menos uma vez por ano, o que incluirá várias manipulações, incluindo a verificação do estado das almofadas.

Como determinar o desgaste da pastilha de freio

No caso de uma grande quilometragem com um passeio medido de "aposentado", as almofadas podem parecer boas mesmo depois de passar 50 mil. Recomenda-se ainda que tais elementos sejam substituídos, pois com o tempo, devido ao forte aquecimento e resfriamento, o material torna-se mais grosso. Por isso, durante a frenagem, não é o revestimento de fricção que pode se desgastar, mas o próprio disco ou tambor.

Desgaste permitido da almofada

Normalmente, o padrão pelo qual o desgaste permissível do material de fricção é determinado é universal para todos os veículos. A espessura mínima do forro deve ser entre três e dois milímetros. Nesse estágio, eles precisam ser alterados. Além disso, no momento do diagnóstico, deve-se atentar para a parte mais fina do calçado, caso seja observada produção irregular. Claro que, neste caso, é necessário eliminar a razão pela qual a almofada não adere completamente à superfície do disco.

Como determinar o desgaste da pastilha de freio

Deve-se notar que com o aumento da tonelagem do veículo, a espessura mínima das sapatas deve ser maior. Quanto a SUVs ou crossovers, este parâmetro deve ser 3,5-3,0 milímetros. Para carros pequenos e automóveis de passageiros, a espessura permitida é considerada até dois mm.

Independentemente de as almofadas ficarem inutilizáveis ​​ou não, por motivos de segurança na estrada, recomendamos que você verifique novamente até que ponto estão gastas. O procedimento de mudança sazonal da roda é ideal para isso.

Perguntas e Respostas:

Quanto desgaste da pastilha de freio é aceitável? O valor médio admissível do material de fricção residual no último é 2-3 milímetros do revestimento. Mas é melhor trocar as almofadas mais cedo para que o disco não seja danificado devido ao desgaste desigual.

Como saber se as pastilhas de freio precisam ser substituídas? Ao fazer uma curva do lado de uma das rodas (ou de todas), ouve-se batidas (o bloco balança) e, ao frear, os freios emitem um som de trituração (aparas de metal são adicionadas ao restante da camada de atrito).

O que acontece se as pastilhas de freio não forem substituídas? Em primeiro lugar, essas pastilhas rangem com mais força a cada vez durante a frenagem. Em segundo lugar, as pastilhas gastas danificam o disco durante a travagem.

ARTIGOS SIMILARES
Pagina principal » Freios de carro » Como determinar o desgaste da pastilha de freio

Adicionar um comentário